Navigation

Zurich Insurance se compromete a diminuir suas emissões de gases de efeito estufa

Uma diminuição dos voos comerciais teria impacto sobre as companhias aéreas, aeroportos e empresas associadas. © Keystone / Christian Beutler

Uma das maiores seguradoras do mundo, a Zurich se comprometeu a reduzir as emissões decorrentes de viagens aéreas. Ela é a mais recente empresa global a aproveitar as práticas de trabalho introduzidas durante a pandemia para reduzir sua pegada de carbono.

Este conteúdo foi publicado em 17. setembro 2021 - 15:15
Ian Smith e Philip Georgiadis, Financial Times

A empresa suíça disse na terça-feira (7) que a partir do próximo ano diminuirá as emissões geradas por voos de funcionários, reduzindo-as para 70% abaixo dos níveis anteriores à pandemia. Essa é uma de várias mudanças destinadas a ajudar o grupo a atingir sua meta de reduzir pela metade suas emissões de gases de efeito estufa até 2025.

Conteúdo externo

A Zurique, que tem sua sede na cidade suíça e emprega 55.000 pessoas em mais de 200 países, disse que, para alcançar a meta, realizaria menos reuniões internas que envolvessem viagens, continuando a fazer reuniões com clientes e investidores através da tecnologia de videoconferência.

“A experiência da pandemia global nos mostrou um caminho para melhorar muitos aspectos da nossa vida cotidiana e profissional, e não há como voltar atrás”, disse o diretor executivo Mario Greco em uma declaração.

A iniciativa da Zurique chega no momento em que as companhias aéreas aguardam ansiosamente o retorno das lucrativas viagens de negócios. A pandemia forçou as empresas a reverem a forma como atuam, substituindo reuniões presenciais por comunicação digital e cortando orçamentos de viagens.

Impacto nas empresas aéreas

Alguns dirigentes de companhias aéreas como Michael O'Leary, da Ryanair, esperam uma recuperação total, enquanto outros, como Shai Weiss, diretor executivo da Virgin Atlantic, estão se preparando para uma redução de 20% nos próximos anos.

Várias grandes empresas europeias afirmaram que irão diminuir suas viagens de negócios. O Lloyds Banking Group do Reino Unido se comprometeu a manter suas emissões de dióxido de carbono decorrentes de viagens abaixo de 50% dos níveis de 2019. O banco holandês ABN Amro, por sua vez, planeja reduzir pela metade suas viagens aéreas nos próximos cinco anos, em comparação aos números de 2017. As consultoras Deloitte e PwC, bem como o grupo Nestlé, também se comprometeram a diminuir as viagens.

Uma redução permanente seria um grande golpe para grupos hoteleiros e companhias aéreas, uma vez que as viagens corporativas podem gerar até 75% da receita de companhias aéreas em alguns voos internacionais, de acordo com a PwC.

A Zurich disse que espera que a comunicação com seus clientes seja totalmente digital até 2025. Até lá, afirmou, os carros movidos à gasolina também devem ser retirados da frota da empresa. A partir de agora, seus novos carros serão elétricos ou híbridos.

Trabalho remoto

Outros funcionários continuarão a atender os clientes remotamente, como têm feito durante a pandemia, disse a seguradora. Um exemplo são os engenheiros de risco da empresa, que realizam avaliações das ameaças enfrentadas pelos clientes, incluindo perigos como incêndios e enchentes.

Esses engenheiros têm realizado inspeções de locais através da tecnologia de vídeo streaming, que lhes permite tirar fotos, identificar problemas e conversar com os clientes.

Junto a outras novas promessas de eficiência energética e sustentabilidade, a Zurich disse que as novas medidas reduziriam as emissões de dióxido de carbono de suas operações em mais de 40.000 toneladas métricas, o equivalente a 20% dos níveis de 2019.

Copyright The Financial Times Limited 2021

Adaptação: Clarice Dominguez

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.