Navigation

Vacina pode proteger contra Covid-19 severa por 3 anos

A força-tarefa suíça estima que as vacinas de RNA mensageiro fornecem mais imunidade contra a Covid-19 severa do que a infecção natural. Keystone / Laurent Gillieron

Os especialistas suíços em imunologia estimam que as vacinas de RNA mensageiro devem fornecer mais do que o dobro do tempo de proteção contra a uma infecção grave do coronavírus do que uma infecção natural.

Este conteúdo foi publicado em 27. junho 2021 - 10:53
swissinfo.ch/fh

Em uma notaLink externo publicada na sexta-feira (25), a Força-Tarefa Nacional de Ciência contra a Covid-19 diz que, após a vacinação do tipo mRNA, indivíduos com menos de 65 anos de idade provavelmente manterão mais de 50% de proteção contra infecção leve por 16 meses ou mais e mais de 80% de proteção contra infecção severa por mais de três anos.

Isto é 3-6 meses e 10-12 meses a mais do que após uma infecção natural. Para a mesma faixa etária, os cientistas estimam que há 16 meses de proteção contra doenças graves após uma infecção natural.

Em pessoas com mais de 70 anos, espera-se que a proteção seja mais curta. Os cientistas estimam que a proteção contra infecções graves pode durar até 2 anos.

As estimativas utilizam modelos de dados baseados em evidências científicas recentes sobre as respostas das células B e T após a vacinação ou infecção.

Os autores advertem que essas estimativas preliminares se baseiam em várias suposições e extrapolações de dados existentes. Uma verdadeira correlação imunológica de proteção contra a infecção pelo SRA-CoV-2 não foi identificada. Os resultados também podem não ser precisos diante de variantes altamente transmissíveis. "A previsão é que a proteção contra tais variantes seja significativamente menor e de vida mais curta", dizem os autores.

A duração da proteção pode ajudar a informar quando as doses de reforço devem ser dadas e o período de validade dos certificados Covid-19. Com base nos resultados, uma dose de reforço para indivíduos de menor risco pode não ser necessária dentro de dois anos. Para pessoas com mais de 70 anos de idade, uma dose de reforço pode oferecer benefícios se administrada dentro de um ano.

Os cientistas também recomendam que o sequenciamento de variantes virais seja acompanhado pelo monitoramento de grupos de risco para reduções prematuras na imunidade a infecções graves.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.