Navigation

Teste para a liberdade de expressão

SWI swissinfo.ch oferece plataforma aos que defendem a liberdade de expressão

© Ed Kashi / Vii

A liberdade de expressão é um direito humano, mas que não se garante por si só. Muitas pessoas engajadas em todo o mundo lutam por ela diariamente. Aqui na SWI swissinfo.ch alguns expressam seus pontos de vista.

Este conteúdo foi publicado em 04. novembro 2021 - 08:00

Eles se chamam Manami, Dmitry, Jessica, Ellie e Marie. São mulheres e homens de todas as partes do globo. Eles se pronunciam, também profissionalmente, sobre questões públicas relevantes ou controversas. Outras são comuns. O que os une é o compromisso diário de se expressar com liberdade e, o mais importante, de serem ouvidos.

Na era da digitalização e das mídias sociais, a liberdade de expressão deve ser defendida a cada dia. É o que as pessoas entrevistadas por nós para a série de vídeos "Vozes Globais da Liberdade" fazem. Em lugares muito diferentes, sob as mais diversas condições - e nos mais diversos contextos - eles estão defendendo a liberdade de expressão.

Conteúdo externo

A série começa na pequena ilha japonesa de Ishigaki, quase dois mil quilômetros distante ao sul de Tóquio. É onde vive Manami Mihara, 28 anos.

De Ishigaki vamos ao Caribe, mais precisamente para Cuba, onde encontramos a jornalista Jessica Dominguez Delgado.

De Cuba fomos à Moscou, onde encontramos um jornalista que dirigiu um dos principais programas de notícia da TV russa.

E depois partimos ao Brasil, onde entrevistamos um conhecido humorista e ator.

Então viajamos à Irlanda, para conversar com uma refugiada do Malawi, que explica a importância da liberdade de imprensa para as pessoas que foram obrigadas de fugir dos seus países.

O ativista do Iêmen, Nabil Alsoaidi, também nos dá seu testemunho.

Na série SWI swissinfo.ch dedicada ao tema "liberdade de expressão", relatamos como países como Brasil, Índia, Turquia e até mesmo Hungria e Polônia apresentam tendências autoritárias nos últimos anos. Nesses países, cidadãos comprometidos e ativos são perseguidos e, em alguns casos como em Hong Kong, vão até à prisão.

Na página foco destrinchamos o tema "liberdade de expressão"

Adaptação: Alexander Thoele

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.