Navigation

Suíços doam vacinas enquanto se preparam para o inverno

Berset diz que é crucial continuar a respeitar as medidas de higiene para evitar um aumento súbito das infecções na Suíça. Keystone/Alessandro Della Valle

O governo suíço estabeleceu planos para conter o impacto de uma nova onda potencial de infecções por Covid-19 no final deste ano. Ao mesmo tempo, disse que doará quatro milhões de doses da vacina AstraZeneca para a aliança de distribuição internacional Covax. 

Este conteúdo foi publicado em 01. julho 2021 - 11:15
swissinfo.ch/fh

O Ministro da Saúde Alain Berset disse que é fundamental se preparar para um possível aumento dos casos no outono ou inverno e ser capaz de reagir rapidamente, especialmente monitorando e identificando novas variantes do vírus, aumentando a campanha de vacinação e continuando o rastreamento e os testes regulares. 

O aumento da cooperação entre as autoridades nacionais e cantonais, assim como o fornecimento de vacinas e medicamentos contra a Covid são essenciais, segundo Berset. 

"Nosso objetivo continua sendo evitar o colapso do sistema de saúde", disse ele em uma coletiva de imprensa na quarta-feira. 

Berset disse que todas as pessoas que desejarem devem ser vacinadas até meados de agosto, o que deve protegê-las também contra a variante Delta do vírus, que está atualmente se espalhando rapidamente em Portugal e na Rússia. 

Ele disse que era impossível dizer se uma nova onda chegaria à Suíça. 

"Mas é inevitável que mais cedo ou mais tarde todos serão afetados pelo vírus de uma forma ou de outra, seja através de vacinação ou infecção", disse ele. "O vírus está aqui para ficar".

AstraZeneca 

O governo também decidiu contribuir com quatro milhões de doses de vacinas produzidas pela empresa farmacêutica britânica/sueca AstraZeneca para a aliança internacional de vacinas Covax.

A Suíça encomendou cerca de 5,4 milhões de doses da vacina no ano passado, mas ela nunca foi aprovada pela agência de vigilância médica do país. 

A medida permite à Suíça "dar uma contribuição substancial aos esforços mundiais para conter a pandemia de Covid-19" e "garantir acesso equitativo às vacinas em todo o mundo", de acordo com uma declaração governamental. 

Até agora, a Suíça se comprometeu com CHF320 milhões (US$348 milhões) para a iniciativa Covax, que foi lançada em abril de 2020. 

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.