Navigation

Protestos contra medidas anti-covid terminam em violência em Berna

Protestos contra medidas aplicadas pelo governo suíço ocorrem semanalmente na capital, apesar de não seren autorizadas pela polícia. Keystone / Marcel Bieri

Aproximadamente 500 manifestantes ocuparam as ruas centrais de Berna na noite da quinta-feira (07.10) para protestar contra as medidas aplicadas pelo governo federal para combater a pandemia. O protesto desencadeou em violência, que foi reprimida pela polícia.

Este conteúdo foi publicado em 08. outubro 2021 - 11:52
Keystone-SDA/jc

Os manifestantes ignoraram repetidamente as barricadas policiais e quebraram uma barreira que protegia o prédio do Parlamento federal, informaram as autoridades. Havia uma forte presença policial, com policiais controlando as pessoas antes do início da marcha e alguns manifestantes expulsos do espaço.

Alguns participantes do protesto carregaram uma rosa em suas mãos enquanto marchavam da estação ferroviária em direção à praça do Palácio Federal. "Somos pacíficos", disse um manifestante. "Somos parte da sociedade e não somos extremistas".

Ocorrência constante

Os oponentes das restrições aplicadas pelo governo federal para combater a pandemia de Covid-19 têm realizado protestos em Berna todas as quintas-feiras à noite há várias semanas. Em grande parte elas não são autorizadas pelo governo local. Em algumas delas, a polícia utilizou canhões de água, balas de borracha e gás lacrimejantes para conter a violência instigada por alguns manifestantes.

O governo endureceu as medidas anti-pandemi9a à medida que a situação sanitária continua frágil e o inverno se aproxima. Um certificado de vacinação contra o Covid - mostrando a vacinação completa, teste negativo recente ou prova de recuperação do Covid - passou a ser exigido desde 13 de setembro para entrar em bares, restaurantes e museus e grandes eventos públicos. O governo também tirou a gratuidade dos testes de despistagem e lançou uma nova campanha de vacinação.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.