Navigation

Protesto antivacina acaba em violência

Manifestantes reunidos em frente ao prédio do parlamento federal na noite de quinta-feira. Keystone / Peter Klaunzer

A polícia usou um canhão de água, balas de borracha e spray irritante para interromper uma manifestação ilegal contra as medidas de combate ao coronavírus que acabou em violência na capital suíça, Berna, na noite de quinta-feira.

Este conteúdo foi publicado em 17. setembro 2021 - 09:53
swissinfo.ch/fh

"Depois de vários avisos da polícia, os participantes empurraram as barreiras em frente ao prédio do Parlamento Federal e atacaram a polícia e os serviços de emergência, o que obrigou à tomada de medidas", disse uma declaraçãoLink externo da polícia cantonal de Berna.

Uma pessoa foi ferida em um confronto entre grupos de pessoas, acrescentou a declaração.

De acordo com a agência de notícias suíça Keystone-SDA, cerca de 3.000-4.000 pessoas se reuniram na praça em frente à estação ferroviária principal de Berna por volta das 19h30min da noite de quinta-feira. Em seguida, elas se deslocaram pelo centro da cidade em direção ao Parlamento.

Alguns participantes então empurraram as barreiras de proteção, antes de receberem avisos da polícia. Objetos, assim como fogos de artifício, também foram jogados contra os policiais e os serviços de emergência, diz a declaração.

A polícia usou um canhão de água na praça do parlamento Keystone / Peter Klaunzer

Depois disso, a polícia interveio. A manifestação foi interrompida por volta das 22h.

O incidente está sendo investigado e os danos à propriedade avaliados, disse a polícia. 

Na sexta-feira, os presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado, Andreas Aebi e Alex Kuprecht, condenaram a violência.

"O comportamento dos manifestantes violentos não é suíço. Só derrotaremos o vírus se todos fizermos parte da solução", declararam eles em um tuíte conjunto.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.