Navigation

Pessoal de casas de repouso de Zurique esnobam vacina

© Keystone / Gaetan Bally

Apenas 52% do pessoal das casas de repouso do cantão de Zurique foram vacinados, embora a pandemia tenha causado um grande impacto nesses estabelecimentos de assistência a idosos.

Este conteúdo foi publicado em 10. maio 2021 - 07:30
swissinfo.ch/fh

Em uma entrevista ao jornal suíço NZZ am Sonntag, a corresponsável pela campanha de vacinação do cantão, Gabriela Bieri, chamou os números de "decepcionantes".

Surpreendentemente, quando os próprios superiores foram vacinados, a taxa foi mais alta.

Bieri não deu nenhuma razão fundamental para a baixa taxa de vacinação do pessoal das casas de repouso, mas observou ter sido um grande desafio combater o ceticismo vacinal com fatos.

Em compensação, os médicos estão em dia com a vacinação. Dos 40 que trabalhavam nos serviços geriátricos municipais, apenas um recusou a vacina. Médicas grávidas também ignoraram a vacina.

Uma taxa de vacinação de mais de 80% foi alcançada entre os residentes dos lares de idosos de Zurique. Mas só isso pode não ser suficiente para protegê-los.

"Temos indicações de que a vacinação é parcialmente ineficaz nos doentes graves e nas pessoas muito idosas", diz Bieri. "Portanto, temos que continuar a ser cuidadosos".

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.