Navigation

Parlamento suíço libera tarifas de importação de produtos industriais

Os preços de carros, motos e bicicletas na Suíça eram 6% mais altos do que na União Europeia em 2020, de acordo com o Eurostat. Keystone / Steffen Schmidt

O preço de um carro novo ou de um aparelho elétrico importado na Suíça parece cair após a decisão do Parlamento de remover as tarifas de importação de certos produtos industriais.

Este conteúdo foi publicado em 16. setembro 2021 - 07:15
swissinfo.ch/fh

Na quarta-feira, a Câmara dos Deputados seguiu uma decisão anterior do Senado de abolir as tarifas alfandegárias sobre produtos industriais importados. A medida formal foi tomada como parte dos esforços para enfrentar a reputação da Suíça como "ilha dos preços altos".

Os preços suíços são notoriamente altos para muitos produtos e serviços quando comparados globalmente. Em 2020, os níveis de preços globais para bens de consumo e serviços na Suíça estavam 70% acima da média da União Europeia, de acordo com o EurostatLink externo. Os eletrodomésticos eram 26% mais caros do que a média da UE, enquanto os preços de automóveis, motocicletas e bicicletas eram 6% mais altos; os preços dos alimentos eram 65% mais altos. As empresas também reclamam que são cobrados mais pelos mesmos insumos do que os concorrentes da UE.

A remoção das tarifas alfandegárias custará ao governo suíço um valor estimado de CHF560 milhões (US$543 milhões) por ano. Entretanto, o impulso positivo para a economia será de CHF860 milhões anuais, disse o Ministro da Economia Guy Parmelin. O aumento da atividade industrial e do comércio compensará a perda com receitas fiscais adicionais, acrescentou ele.

A medida foi apoiada pelo Partido Popular Suíço e pelo Partido Liberal Radical, ambos de direita, que acreditam que ela contribuirá para o fortalecimento da economia suíça e para a competitividade das empresas.

Os partidos de esquerda, entretanto, advertiram sobre o impacto financeiro. Esta medida visa subsidiar a indústria estrangeira de exportação, disse o socialista Samuel Bendahan. Sua colega Jacqueline Badran argumentou que era enganoso eliminar as tarifas alfandegárias sobre produtos industriais, mantendo-as para produtos agrícolas.

A remoção de tarifas sobre produtos industriais cobre uma gama de bens de consumo, incluindo bicicletas, veículos motorizados, eletrodomésticos e roupas. Os bens industriais também incluem algumas matérias-primas e produtos parcialmente manufaturados que entram no país para serem concluídos em fábricas suíças. Eles geralmente não incluem produtos agrícolas ou de pesca.

Outros países eliminaram unilateralmente as tarifas alfandegárias sobre produtos industriais, incluindo Hong Kong, Singapura, Canadá, Islândia, Noruega e Nova Zelândia.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.