Navigation

Suíços estão mais receptivos à vacina

Mais de um milhão de pessoas na Suíça foram totalmente vacinadas contra o coronavírus. Keystone / Alexandra Wey

A hesitação em relação à vacinação está diminuindo na Suíça, onde uma pesquisa constatou que quase três quartos da população está agora disposta a ser vacinada contra o coronavírus. 

Este conteúdo foi publicado em 10. maio 2021 - 16:30
swissinfo.ch/fh

A grande maioria da população suíça (73%) quer ser vacinada, de acordo com os resultados da pesquisa publicada pelo jornal suíço Schweiz am Wochenende.

Quinze por cento permanecem indecisos e 12% se opõem à vacinação - em comparação com 28% em novembro.

"A vontade de ser vacinado está aumentando rapidamente", diz Marcel Zbinden, psicólogo da Universidade de Artes e Ciências Aplicadas de Lucerna, que conduziu a pesquisa.

Zbinden observa que a opinião das pessoas mudou radicalmente em favor das vacinas nas últimas duas semanas.

A pesquisa também constatou que os homens estavam ligeiramente mais dispostos a serem vacinados do que as mulheres e que a hesitação na vacinação é maior nas áreas rurais e montanhosas em comparação com as cidades.

Interesse menor entre 18 a 49 anos

A pesquisa também perguntou se as pessoas vacinadas deveriam receber alguma vantagem por isso. 

Sessenta e cinco por cento dos entrevistados disseram que as pessoas vacinadas deveriam ter alguns privilégios especiais, tais como acesso a partidas de futebol, concertos e viagens aéreas. 

Mas a maioria rejeita a ideia de que a prova de vacinação seja utilizada na vida diária para acessar restaurantes, transporte público ou lojas.

Mais de um milhão de pessoas na Suíça já foram totalmente vacinadas contra o coronavírus. Isto é 11,7% da população, um número em linha com a média da União Europeia.

Os países da União Europeia e a Suíça, lar de muitas empresas farmacêuticas, têm sido lentos na vacinação. Os Estados Unidos já vacinaram um terço de sua população. A Grã-Bretanha também está bem à frente.

Israel, que tem uma população de 9 milhões de habitantes em comparação com os 8,6 milhões da Suíça, tem a maior taxa de vacinação per capita do mundo. Cinco milhões de israelenses foram totalmente vacinados desde o início da campanha de vacinação do país, no final de dezembro.

As vacinas contra a Covid-19 da Pfizer/BioNTech e Moderna estão sendo administradas atualmente na Suíça, enquanto outras ainda aguardam aprovação regulatória.

A nação alpina pretende disponibilizar até o final de junho um atestado online para quem foi vacinado ou se recuperou do coronavírus.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.