Navigation

Obra de arte suíça gigantesca faz lobby na ONU

O afresco gigante em Manhattan, ao lado do prédio da ONU (à esquerda). Keystone / Valentin Flauraud

O Ministro suíço das Relações Exteriores Ignazio Cassis inaugurou no sábado um afresco de 11.000 metros quadrados do artista franco-suíço Saype nas Nações Unidas, em Nova York.

Este conteúdo foi publicado em 20. setembro 2021 - 09:00
swissinfo.ch/fh

A obra de arte, "Mundo em Progresso II", simboliza o desejo de fortalecer a solidariedade internacional, disse o Ministério das Relações Exteriores em uma declaração no sábado. A primeira parte do "Mundo em Progresso" foi apresentada pelo artista no Palácio das Nações em Genebra, em junho de 2020, para o 75º aniversário da fundação da ONU.

"Chegou o momento de comprometer-se com uma melhor governança global, com mais paz e mais justiça", disse Cassis durante a inauguração no sábado, que também contou com a presença do secretário-geral da ONU, António Guterres.

A obra de Saype: sua técnica envolve a pulverização de tinta biodegradável em grandes áreas. Keystone / Valentin Flauraud

Cassis insistiu na necessidade de trabalhar mais na prevenção de conflitos e no fortalecimento da cooperação entre as partes envolvidas na construção da paz, sejam elas Estados, organizações não-governamentais, a comunidade acadêmica ou o setor privado.

Quanto à arte, o afresco efêmero mostra duas crianças construindo o mundo do futuro, e representa a participação dos jovens no processo de reforma da ONU.

O secretário-geral Guterres disse que o trabalho era adequado para a ONU, onde pessoas individuais e detalhes precisam trabalhar juntos para construir um quadro geral funcional.

A inauguração aconteceu durante a 76ª Assembleia Geral da ONU, que está em curso desde 14 de setembro e na qual Cassis participa oficialmente - ao lado do presidente suíço Guy Parmelin - de segunda a quarta-feira desta semana.

As prioridades da dupla suíça incluirão a promoção da candidatura suíça a um assento no Conselho de Segurança da ONU para o período 2023-2024; uma votação sobre o assunto será realizada na Assembleia Geral em junho do próximo ano.

Outra obra recente da Saype, intitulada "um novo sopro", no cantão de Friburgo. Keystone / Valentin Flauraud

Artigos citados

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.