Navigation

Mystery Park abre suas portas

O corredor de vidro e o pavilhão "Challenge" é um dos pontos fortes do Mystery Park em Interlaken. Keystone

Mystery Park é a resposta criativa dos suíços à Disneylândia. Autor do projeto é Erich von Däniken, um dos escritores suíços mais traduzidos no mundo.

Este conteúdo foi publicado em 26. maio 2003 - 14:01

Com 70 mil metros quadrados de área livre, o parque foi aberto em maio de 2003 e exibe sete atrações principais que explicam alguns dos mistérios do mundo.

Como os egípcios construíram suas pirâmides? Para que servem os gigantescos desenhos peruanos em Nazca? O que eram realmente as “carruagens de fogo” e outras máquinas voadoras descritas nos textos sagrados em quase todas as religiões?

Essas questões são levantadas aos visitantes do Mystery Park, o superparque de diversões suíço, que acaba de abrir suas portas em Interlaken, localidade distante menos de uma hora de Berna.

Escritor é o autor da idéia

O idealizador do parque não é um investidor comum, mas sim o escritor Erich von Däniken, um dos suíços mais lidos no mundo.

Desde o lançamento do seu livro “Eram os deuses astronautas?”, praticamente quase todas suas obras tornaram-se best-sellers. Hoje o escritor é traduzido em 32 idiomas, sendo que algumas de suas obras já tiveram tiragens de 62 milhões de exemplares.

“Seguramente visitei os lugares que cito nos meus livros. Porém muitos não têm a chance de fazê-lo. Por isso, a idéia de criar o parque é para trazer esses mistérios à Suíça, ao país mais bonito do mundo”, conta Däniken.

Aos 68 anos, o escritor realiza um sonho que o persegue há mais de duas décadas.

E o interesse da mídia não foi pequeno. No dia de apresentação do Mystery Park à imprensa, mais de 330 jornalistas de cinco diferentes continentes vieram a Interlaken acompanhar o escritor num passeio pelo parque de diversões.

A forma de um círculo

Visto do céu, o Mysterypark ocupa uma área de 70 mil quadrados em forma de círculo. No centro, o visitante encontra uma torre espelhada, com 42 metros de altura, cercada pelos pavilhões das sete principais atrações. Cada uma delas tem uma arquitetura diferente e faz alusão aos grandes enigmas da humanidade, segundo Däniken.

“Índia – país dos mitos e das lendas. A grande pirâmide de Gizeh: uma das sete maravilhas do mundo. Maias: visita a sua cultura numa floresta mexicana. Stonehenge: os menires enigmáticos da Inglaterra. Contact Was: o contato entre culturas primitivas com extra-terrestres. Nazca: o mistério das gigantescas formações na planície peruana. Challenge: estamos sozinhos no universo?”

Grandes empresas ajudam escritor a realizar sonho

O Mystery Park nasceu com ajuda financeira de diversas grandes empresas como Coca-Cola, Swatch, Sony e SevenOne Media, empresa de comunição dona dos canais televisitos Pro7, Sat1 e Kabel1. Além da parceria com grandes empresas, Däniken também lançou na bolsa de valores ações do seu parque, compradas posteriormente por centenas de pequenos investidores.

O custo de construção do parque foi avaliado em 86 milhões de francos suíços.

swissinfo com agências

Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.