Navigation

Cartão de visitas da Suíça pode ser fechado aos turistas

Alguns guias de montanha experientes dizem que a montanha mais emblemática da Suíça, o Matterhorn, deve ser fechada aos alpinistas por razões de segurança, mas outros especialistas discordam.

Este conteúdo foi publicado em 06. agosto 2019 - 08:15
A montanha mais emblemática da Suíça já ceifou seis vidas este ano Keystone

A proposta foi lançada depois que um guia e um alpinista despencaram da montanha em 24 de julho, após uma queda de rocha. Por causa do alto risco de quedas de rocha no local do acidente, os socorristas também foram expostos ao perigo quando recuperaram os corpos das vítimas, relata o jornal SonntagsZeitung. E no início de junho, um inglês morreu na montanha, também por causa da queda de pedras.

O Matterhorn, que se eleva a mais de 4.000 metros no cantão do Valais, já ceifou seis vidas este ano.

"A montanha está agora muito instável e, portanto, muito perigosa para ser usada como uma atração turística, onde dezenas de pessoas sobem todos os dias", disse um guia de montanha ao jornal suíço.

A causa das quedas de rochas não é certa, mas Hans-Rudolf Keusen, geólogo e especialista em riscos naturais do Clube Alpino Suíço (CAS), diz que o aumento da temperatura é "muito provavelmente" um fator. "O permafrost descongela em altitudes cada vez maiores", disse ele ao SonntagsZeitung.

Keusen acha que as condições estão se tornando muito perigosas no verão, acima de 2.500 metros. Mas ele se opõe ao fechamento do Matterhorn, apelando para a responsabilidade pessoal dos alpinistas.

Raphaël Mayoraz, responsável de riscos naturais do cantão do Valais, também acha que seria "ridículo" fechar as montanhas altas porque, afinal, o alpinismo é uma "atividade privada". "As autoridades deveriam se contentar em informar os montanhistas sobre os riscos como medida preventiva", disse.


Este artigo foi automaticamente importado do nosso antigo site para o novo. Se há problemas com sua visualização, pedimos desculpas pelo inconveniente. Por favor, relate o problema ao seguinte endereço: community-feedback@swissinfo.ch

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.