Navigation

Garotos são mais propensos a terem excesso de peso do que garotas

Uma maneira de controlar o peso: crianças da escola primária na Basileia. Keystone / Georgios Kefalas

Os rapazes tendem a ganhar mais peso do que as moças, de acordo com um estudo realizado com jovens na Basileia, Berna e Zurique.

Este conteúdo foi publicado em 28. maio 2021 - 07:15
swissinfo.ch/fh

Cerca de 14.000 crianças e adolescentes foram colocados na balança durante o ano escolar de 2019-2020, com 17,1% deles apresentando excesso de peso, disse o órgão suíço de promoção da saúde.

O excesso de peso neste caso significa um Índice de Massa Corporal (IMC) acima de 25, disse a associação. Cerca de 4,2% eram obesos, com um IMC acima de 30.

Em geral, os valores eram semelhantes às medidas anteriores, embora uma diferença significativa tenha sido observada entre rapazes e moças desta vez. Esta diferença foi especialmente evidente na categoria de 14 a 16 anos, onde 26,8% dos rapazes estavam acima do peso, em comparação com 21,8% das moças.

Fatores de risco

Vários fatores estatísticos contribuem para a probabilidade de estar acima do peso, de acordo com os dados apresentados na quinta-feira (27).

A idade é um deles. Entre a escola primária e o ginasial, a porcentagem de crianças com excesso de peso aumenta de 12% para 18%.

As crianças de pais estrangeiros também têm maior probabilidade de estar acima do peso do que os suíços. O maior fator, entretanto, é um nível de escolaridade mais baixo entre os pais.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.