Navigation

Explode o consumo de alternativas à carne

Hamburger vegano: você consegue ver ou sentir a diferença entre carne e carne 'análoga'? Keystone / Andy Rain

As vendas de substitutos de carne na Suíça atingiram CHF 117 milhões (US$ 130 milhões) no ano passado, com hambúrgueres à base de plantas sendo particularmente populares. A pandemia de Covid-19 também contribuiu para este resultado.

Este conteúdo foi publicado em 18. maio 2021 - 09:15
Keystone-SDA/ts

Este número quase dobrou desde 2016, afirmou o Departamento Federal de Agricultura (DFAG) na segunda-feira, no primeiro relatório suíço sobre substitutos de carne. Em comparação com a carne real, no entanto, ela continua sendo um produto de nicho com uma participação de mercado de 2,3%.

O relatório observou como as medidas oficiais para combater a pandemia da Covid-19 - em particular o fechamento parcial de estabelecimentos de catering e as restrições ao tráfego fronteiriço - tinham aumentado muito a demanda de carne no comércio varejista.

Em geral, os varejistas suíços relataram vendas recordes de produtos alimentícios, incluindo bebidas. Em comparação com o ano anterior, as vendas aumentaram em 11,3% para 29,9 bilhões de francos suíços. As vendas de carne e produtos cárneos aumentaram em 13,7%. As vendas de substitutos de carne aumentaram 49,4% em relação ao ano anterior, para 5.705 toneladas.

As maiores taxas de crescimento foram registradas pelos chamados produtos análogos de carne, que supostamente têm a aparência e sabor de carne.

O escritório da agricultura disse que os produtos "semelhantes à carne" agora representam mais de 50% de todas as vendas de substitutos de carne. Já um em cada seis hambúrgueres vendidos é feito a partir de ingredientes à base de plantas, disse ele. Cinco anos atrás, esse número era de um em 14 hambúrgueres.

Diferenças de preço

Em uma comparação direta de produtos, os substitutos de carne eram significativamente mais caros do que os produtos de carne, disse o DFAG. Em média, um hambúrguer vegetal custa 42% a mais do que um hambúrguer de carne, enquanto a diferença para a carne fatiada é de 16%.

Além disso, os substitutos de carne eram particularmente populares entre as famílias jovens e de alta renda da Suíça de língua alemã.

Vários estudos prevêem uma tendência de crescimento para os substitutos de carne. O DFAG disse que o mercado de substitutos de carne oferecia, portanto, um grande potencial para a agricultura suíça, já que quase todas as proteínas vegetais para a produção doméstica de substitutos de carne são atualmente importadas.


Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.