Navigation

Economia suíça se recupera para níveis pré-pandemia

Pessoas em um restaurante alpino em 10 de julho Keystone / Urs Flueeler

A economia da Suíça cresceu 1,8% no segundo trimestre, graças ao maior consumo doméstico, já que a flexibilização das restrições contra a Covid-19 ajudou a reverter a queda anterior.

Este conteúdo foi publicado em 03. setembro 2021 - 07:30
swissinfo.ch/fh

"No segundo trimestre, o PIB total [produto interno bruto] foi apenas 0,5% inferior ao nível pré-crise visto no quarto trimestre de 2019", disse a Secretaria de Estado para Assuntos Econômicos (SECO) em uma declaraçãoLink externo na quinta-feira (02).

A economia havia se contraído em 0,4% no primeiro trimestre de 2021 e em 2,4% em 2020. Mas o relaxamento ou levantamento das restrições contra a Covid-19 na primavera ajudou a impulsionar gastos e serviços privados, como na gastronomia e no turismo doméstico.

A hotelaria e a gastronomia (+48,9%) tiveram uma clara recuperação após os retrocessos no inverno, disse a SECO. Artes, entretenimento e lazer (+52,9%) também tiveram um forte crescimento graças à redução das restrições.

O setor industrial e as exportações de mercadorias também tiveram aumentos acentuados, embora com taxas mais baixas do que durante o início do ano. Os serviços financeiros (-0,7 %) foram o único setor a registrar uma queda perceptível.

Mais recentemente, o menor crescimento industrial e o comércio global desaceleraram os setores da indústria suíça, disse a SECO.

"As exportações de bens industriais cíclicos, tais como máquinas e instrumentos de precisão, diminuíram. Em contraste, a indústria químico-farmacêutica foi novamente capaz de se expandir fortemente", observou.

E o futuro?

O governo suíço elevou sua previsão de crescimento econômico em junho. Ele espera que o crescimento anual do PIB chegue a 3,6%, acima de sua previsão de 3% em março.

Entretanto, a Suíça ainda enfrenta uma "muito preocupante" quarta onda de Covid-19. O Ministério da Fazenda advertiu que novas ondas do vírus poderiam representar riscos significativos para as finanças públicas e para a recuperação econômica.

O governo suíço disse em 11 de agosto que, devido à situação incerta do vírus, ainda era cedo demais para levantar as restrições pandêmicas remanescentes, como o uso obrigatório de máscaras em espaços públicos. O governo suíço reavaliará a situação neste mês de setembro. Ele também decidiu contra a extensão do uso do certificado Covid (que fornece prova de vacinação, recuperação ou um resultado negativo recente do teste) por enquanto.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.