Navigation

Correios aumentam tarifa de selo pela primeira vez em 18 anos

As tarifas postais aumentam, mas não para pacotes e caixas. © Keystone / Christian Beutler

Os Correios SuíçosLink externo (Post) aumentam preço da carta básica (tarifa B) e prioritária (tarifa A). Os ovos valores entram em vigor em janeiro de 2022.

Este conteúdo foi publicado em 26. agosto 2021 - 15:00
Keystone-SDA/swissinfo.ch/gw

O correio prioritário dentro da Suíça aumenta em 10 centavos do francoLink externo. Já o correio comum subirá 5 centavos, anunciou a empresa na quinta-feira (26.08). O preço dos pacotes permanecerá inalterado. Segundo o porta-voz dos Correios Suíços, trata-se de um gesto de apoio às empresas que sofreram perdas durante o "lockdown", imposto para combater a pandemia de Covid-19.

Roberto Cirillo, diretor-executivo da empresa, justificou o aumento das tarifas através da necessidade de garantir a longo prazo o financiamento dos serviços postais básicos. Também explicou que os custos aumentaram significativamente nos últimos 18 anos: além dos aumentos salariais, houve um crescimento no número de residências e, portanto, no número de caixas de correio para ser atendido. Outro desenvolvimento foi a redução do número de cartas comuns enviadas. Os novos preços dos selos  ainda estarão entre os mais baixos da Europa, levando-se em conta o poder aquisitivo.

Lucros crescentes

Os lucros do primeiro semestre de 2021 aumentaram para 217 milhões de francos suíços (237 milhões de dólares) em relação ao ano anterior. O resultado foi, em grande parte, graças a um crescimento na entrega de encomendas impulsionado pelo "boom" nas compras on-line. As medidas de combate ao Covid-19 deram um impulso ao comércio eletrônico devido à facilidade de receber os artigos diretamente em casa.

A empresa entregou 105 milhões de encomendas nos primeiros seis meses de 2021, em comparação com pouco mais de 90 milhões no mesmo período no ano passado. O volume de jornais e publicidade enviados por correio também aumentou, assim como o correio internacional. Houve apenas um pequeno declínio (-0,9%) no volume de cartas enviadas.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.