Navigation

Excesso de água reduz produção hidrelétrica suíça

Mais água não significa necessariamente mais eletricidade das usinas hidrelétricas. © Keystone / Christian Beutler

As enchentes na Suíça causaram a redução das operações de algumas usinas hidrelétricas do país.

Este conteúdo foi publicado em 17. julho 2021 - 12:20
swissinfo.ch/fh

Quase 60% da produção de eletricidade da Suíça é gerada a partir de energia hidrelétrica, com 677 usinas espalhadas por todo o país.

Mas um volume maior de água não leva necessariamente a um aumento da produção de energia a partir desta fonte. Vários rios, tais como o Aare, estão cheios demais para que as usinas hidrelétricas possam suportar.

Seis usinas hidrelétricas fluviais dirigidas pelo fornecedor BKW foram forçadas a fechar temporariamente, disse o porta-voz da empresa Stefan Bütler à emissora pública suíça SRF.

"Muitos sistemas estão funcionando com metade da capacidade. Alguns deles estão completamente desligados. Eu estimaria que atualmente estamos operando com cerca de 40% de produção", disse.

A usina hidrelétrica Eglisau no rio Reno, no noroeste da Suíça, está operando com 20% de capacidade, disse a operadora Axpo.

O problema é triplo: as turbinas não são projetadas para lidar com um fluxo de água tão potente; em algumas áreas os sistemas de prevenção de enchentes desviam o excesso de água do curso normal do rio; e há um medo de que os rios acumulem detritos ao transbordarem de suas margens, correndo o risco de danificar as turbinas.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.