Navigation

Campanha pede melhor acesso à educação para refugiados

O direito à educação também se aplica aos requerentes de asilo, de acordo com uma aliança de ONGs. © Keystone/Urs Flüeler

Uma aliança de grupos não-governamentais exigiu um melhor acesso à educação para os refugiados na Suíça.

Este conteúdo foi publicado em 23. setembro 2021 - 09:45
swissinfo.ch/fh

Os grupos disseram ter coletado mais de 17.000 assinaturas para uma petição não vinculativa, exigindo o direito à educação, independentemente do status legal dos indivíduos.

Refugiados, requerentes de asilo e imigrantes ilegais muitas vezes enfrentaram obstáculos intransponíveis, disseram eles na quarta-feira (22).

A aliança também disse que as famílias que fugiram para a Suíça precisavam de moradia adequada e acesso a escolas regulares para seus filhos e para que os adultos pudessem se beneficiar de aulas de educação adicional para facilitar a integração na sociedade.

Eles disseram que as instituições nacionais e cantonais deveriam garantir que os refugiados com formação superior possam se inscrever nas universidades suíças e que seus diplomas sejam mais facilmente reconhecidos.

A campanhaLink externo dos grupos de direitos humanos, sindicatos e voluntários foi lançada em outubro do ano passado.

Os comentários do artigo foram desativados. Veja aqui uma visão geral dos debates em curso com os nossos jornalistas. Junte-se a nós!

Se quiser iniciar uma conversa sobre um tema abordado neste artigo ou se quiser comunicar erros factuais, envie-nos um e-mail para portuguese@swissinfo.ch

Partilhar este artigo

Participe da discussão

Com uma conta SWI, você pode contribuir com comentários em nosso site.

Faça o login ou registre-se aqui.